Ação Social e Fortalecimento de Relações

Indo além da visão de autossuficiência, as comunidades do CEBB procuram estabelecer relações positivas com seus entornos, buscando desenvolver trabalhos e atividades que beneficiem a sociedade.

Jardim do Castelo (Viamão/RS)

Foi assim que, em 2004, os moradores e praticantes da Aldeia CEBB Caminho do Meio começaram a se relacionar com a comunidade vizinha do Jardim do Castelo, em Viamão (RS). Por meio de oficinas de costura, as mulheres da comunidade budista e da vizinha costuravam, conversavam e compartilhavam ideias e sonhos.

logo_casa_da_sopa

Um dos sonhos deu origem à Casa da Sopa, que fornece às crianças da comunidade uma refeição por dia. Dirigida por Dona Dionísia Machado e por outras mulheres da comunidade, a Casa atualmente serve almoço para cerca de 70 crianças, cinco vezes por semana, sempre a partir da auto-organização da comunidade e de doações permanentes. Além das refeições, a Casa da Sopa se configura como um espaço de convívio social e promove oficinas de artesanato, além de outras atividades. Saiba mais na página do Facebook.

Outro projeto no Jardim do Castelo é o Núcleo de Ação Social, Comunitária e Educacional Caminho do Meio (NASCEM). Hoje, sua principal atividade é a oficina de marcenaria, conduzida pelo Seu Walter. Nela, crianças de 11 a 16 anos aprendem a trabalhar com a madeira, especialmente para a produção e comercialização de brinquedos. Diversos jovens marceneiros já foram formados.

Casa da Sopa. Arquivo CEBB
Casa da Sopa. Arquivo CEBB

Coque (Recife/PE)

Em 2010, alunos de Lama Samten de Recife começaram a atuar na comunidade do Coque — movimento que levou à formação da ONG Ação Darmata. Desde o início, houve uma forte aproximação com o Núcleo Educacional dos Irmãos Menores de Francisco de Assis (NEIMFA), um centro espírita ecumênico que atua com proteção à juventude, e com a Rede Coque Vive, integrada por parceiros da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). As ações na comunidade envolviam principalmente jovens e adolescentes em situação de risco, promovendo formação cultural, cidadania, vínculos, bem-estar físico e emocional.

Praia do Gaibu (Cabo de Santo Agostinho/PE)

Entre 2014 e 2016, o Ação Darmata, em parceria com a Associação de Moradores da Praia do Gaibu, realizou o projeto Fazer o Mundo Fazendo Vídeo. A ação formou 40 jovens da comunidade em agentes de transformação positiva. Além da qualificação profissional em audiovisual, do fomento à leitura crítica do mundo e da descoberta do potencial de transformação social de cada um, o projeto culminou na produção de materiais que refletiram sobre os principais problemas e potencialidades da realidade dos participantes. Para ver mais, veja a página do projeto e os vídeos produzidos.

Alto Paraíso (Alto Paraíso/GO)

Na cidade de Alto Paraíso, o ICM, o CEPEAS e a Escola Vila Verde são atuantes em diversos âmbitos da vida social na cidade.

O Instituto Caminho do Meio, junto ao Conselho da Comunidade, apoia um projeto-piloto de Ressocialização, que busca a reinserção social dos apenados e egressos do sistema carcerário no Município. Em particular, o ICM disponibiliza oficina de serigrafia, com geração de trabalho e renda e apoia o acompanhamento psicossocial dos presos em regime semi-aberto.

Em conjunto com o Conselho Municipal de Saúde (CMS), também apoiamos o programa Meninas de Luz, que busca promover a socialização, melhora da autoestima e capacitação de gestantes com até 21 anos de idade. Por meio de uma ação efetiva de uma equipe multiprofissional, o projeto oferece às gestantes informações sobre educação sexual, planejamento familiar, cuidados com o bebê e cidadania. As jovens ainda participam de passeios e de ensaios fotográficos que contribuem para seu empoderamento. Após o nascimento da criança, a mãe e o bebê continuam recebendo orientação e apoio, por um ano.

Aldeia CEBB Caminho do Meio (Viamão/RS)

Além disso, na própria Aldeia CEBB Caminho do Meio, há o Projeto Convivências, em que crianças das comunidades ao redor são acolhidas três vezes por semana para fortalecer vínculos e desenvolver habilidades artísticas, manuais, conexão com a natureza, etc.

Também na Aldeia, há a Cancha de Esportes, onde são oferecidas atividades como futebol e ginástica rítmica, norteadas pelos princípios de cooperação, companheirismo, solidariedade e coletividade.

Matéria sobre a fundação do NASCEM no Jardim do Castelo, na Bodisatva n. 15

Matéria sobre jovens do Coque em retiro em Viamão, na Bodisatva n. 15

Últimas novidades